Tratamento

Por serem tantas as causas do mau hálito, o tratamento deve ser especifico e personalizado, identificando-se primeiro a causa e após, eliminando-a.

Algumas recomendações se aplicam a quase todas as situações:

• Alimentos com odor carregados deixam o hálito extremamente forte.
Ex.: alho, brócolis e cebola.
• Beber pelo menos 2 litros de água por dia.
• Evitar fumo e álcool.
• Evitar o uso de enxaguatórios bucais que contém álcool na sua composição, pois provocam descamação da mucosa bucal e apenas mascaram o hálito por alguns instantes.
• Diminuir o espaço entre as refeições — a mastigação estimula a produção de saliva.
• Procurar um dentista caso observe sangramento gengival quando escovar ou usar fio dental.
• Realizar diariamente cuidadosa higiene bucal, com escovação dos dentes, uso do fio dental e limpeza da superfície da língua com raspadores linguais. Existem técnicas específicas para cada paciente.
• Reduzir o consumo de alimentos muito gordurosos e ricos em proteínas.

Importante:

Com todas as informações existentes na mídia e outros meios de comunicação algumas pessoas acreditam que fazendo todas as recomendações acima citadas, irão resolver o seu problema, o que nem sempre acontece. É muito importante a realização de uma avaliação detalhada para se estabelecer o diagnóstico, plano de tratamento e acompanhamento dos resultados.